AVVL
|
História
|
Galeria
|

História do Voo Livre

Provavelmente, desde a pré-história, o home tenha sentido vontade de voar ao observar os pássaros. Desenhistas, na tentativa de conquistar os céus, se esforçaram para aprimorar continuamente. Até hoje, com ajuda de programas de computadores modernos, o aperfeiçoamento destas máquinas voadoras não param.
Planadores como são definidos a Asa Delta e o Parapente, pela FAI - Fédération Aéronautique Internationale, têm histórias distintas, mas com um passado em comum. Ainda segundo a FAI, esta história abrange mais de 120 anos, começando com Otto Lilienthal (1848 – 1896), conhecido como o “Pai do voo planado”, passando por Percy Pilcher Sinclair (1866 – 1899), com o planador Falcão, John Joseph Montgomery (1858 – 1911). E que esses pioneiros foram responsáveis pela história do voo.
Leonardo da Vinci (1452 – 1519) já projetava aeronaves. Antes disso já havia lendas sobre uma aeronave feita com penas e cera, por Dédalo e Ícaro para fugirem de uma ilha onde foram aprisionados.
João Torto, Portugal, 1540, saltou da torre da Sé de Viseu, pousando no telhado da capela de São Mateus, pagando com a vida a tentativa de voar.
Na década de 1970 com o desenvolvimento de materiais aeronáuticos, o voo livre “decolou” de vez.
Hoje com o avanço da tecnologia, engenheiros modernizam os equipamentos, tornando-os mais seguros e competitivos. A cada modelo lançado, desenhos são aperfeiçoados para garantir maior performance e segurança.
1804, George Cayley desenha aparelhos voadores, denominados planadores;
1871, Otto Lilienthal dedicou-se ao voo de planadores, perfazendo mais de 2000 voos;
1948, Francis Rogallo requereu patente para uma asa flexível;
1962 John dickenson fez o primeiro voo rebocado por uma lancha;
1974, o francês Stefan Dunoyer du Segonzac, introduz o voo livre no Brasil, e o primeiro piloto brasileiro de asa delta Luis Cláudio Mattos decola da Pedra da Agulhinha na praia de são Conrado no Rio de Janeiro;
1975, com mais de uma dezena de pilotos, foi realizado o Primeiro Campeonato Brasileiro de Voo Livre, que consistia de permanência e precisão. Ainda neste ano foi criada a ABVL – Associação Brasileira de Voo livre.
1981, o piloto brasileiro Pedro Paulo Pepê Lopes conquista o primeiro título mundial, no Japão.
1986 marca as primeiras tentativas de voar com paraquedas de encostas no Rio de Janeiro, origem do Parapente.
1988, o suíço François Knebel traz para o Brasil o primeiro parapente, introduzindo este que mais tarde seria o principal equipamento de voo livre.
1989 Acontece o primeiro Campeonato Brasileiro de Parapente, realizado na serra do vulcão em Nova Iguaçu, RJ, conquistando o campeonato, Bruno Menescal.
1991 ano da realização do primeiro mundial no Brasil.

Cronologia:

FAI - Fédération Aéronautique Internationale - http://www.fai.org/
http://www.ahistoria.com.br/
http://www.jornaldenegocios.pt/
http://www.guia4ventos.com.br/
Fonte:
avvl002001.jpg